2012 - Calendário Maia - Calendario Sagrado . ORG


2012?

COISAS RELACIONADAS AO SUPOSTO 2012

Breve matéria sobre calendário maia e 2012,
publicada no jornal dos discentes de Ciências Sociais (UFF)
propondo um debate próprio dos maianistas sobre 2012.
Uma série de esclarecimentos pouco comentados no mundo.

Alerta emergencial sobre 2012

Há anos, especialmente através da internet, são divulgadas informações falsas e sensacionalistas que falam, entre outras coisas, que:

Profecia Maia diz que 2012 é o fim do mundo

Calendário Maia acaba em 2012

Segundo os maias, o eixo da Terra vai mudar em 2012

Os maias não desapareceram, eles são ETs e/ou foram pra uma dimensão superior e voltarão em 2012 para salvar os "escolhidos"

Entre muitas outras coisas e catástrofes

Infelizmente, ao longo dos ultimos anos, com as redes sociais (especialmente twitter, orkut e facebook), tais boatos foram sendo divulgados cada vez mais, também através de sites sensacionalistas que souberam se aproveitar da onda. Milhares, milhões de leigos passaram a acreditar cegamente nessa série de afirmações infundadas e muitas vezes, de maneira inocente, passaram adiante a desinformação.

Este é um texto emergencial e provisório, apenas para dizer em algumas palavras aquilo que deve ser dito: NÃO existe nenhum documento ou fonte reconhecidamente MAIA que embase qualquer uma dessas afirmações que são geralmente veiculadas sobre profecias maias e 2012, absolutamente nenhum registro maia pode ser usado para afirmar que 2012 é o fim do mundo ou as outras afirmações citadas (além das não citadas). O (sistema do) Calendário Maia é infinito, o que terminaria seria um ciclo QUE SEQUER É O MAIOR que se tem notícia. Os maias não desapareceram, isso é verdade, mas não há base alguma para afirmar que são ETs ou estão numa dimensão superior. Seus descendentes continuam na América Central, especialmente na Guatemala. Não existem 7 profecias maias. E o tal ciclo pode não ser nem em 2012 - essa é uma teoria que não possui unanimidade e, portanto, até isso é incerto.

Dizer que algo é maia ou que os maias disseram algo são afirmações que exigem embasamento antropológico, arqueológico ou histórico. Trata-se de uma identidade cultural, ninguém pode escolher ou decidir o que é maia ou não, mas muitos deturpam dizendo que é tudo uma questão de "crença" ou "livre interpretação", e cada um acredita no que quer. E assim cria-se o monstro da mentira, do engano, da desinformação. Tudo em nome de expandir a "crença", a (algumas vezes má) fé - cega e mal embasada.

O mínimo que se pode exigir é que as pessoas que insistem em fazer afirmações alarmistas venham a público e mostrem fontes MAIAS que justifiquem tudo que eles dizem. Com todo o respeito aos espíritas e afins, mas canalizações são experiências pessoais e subjetivas demais para servirem como prova de que os maias disseram isso ou aquilo, assim como não servem como prova pseudo-profecias maias cuja origem é oculta - ou seja, não existe um documento maia de onde foram retiradas.

Graças a tudo isso, a cultura maia hoje é motivo de chacota entre muitos. O filme "2012" mostra supostos seguidores do Calendário Maia cometendo suicídio coletivo. Verdadeiros conhecedores do Calendário Maia jamais fariam isso por causa do calendário em si, pois sabem que as pseudo-profecias são falsamente propagadas como sendo maias. Não sabemos o que ocorrerá em 2012, sabemos apenas que os maias foram usados para dar maior visibilidade a pseudo-profecias (que nao foram feitas por eles), a sites, egos, etc. Muitos culparão os maias se em 2012 nada do que foi "profetizado" PELO "HOMEM BRANCO" acontecer. Sei que podemos esclarecer muitas pessoas antes da data, por isso a única coisa que peço é bom senso e investigação. Tudo que vocês costumam "ouvir" não resiste ao primeiro questionamento bem feito: SIM, ONDE OS MAIAS DISSERAM ISSO? EM QUE DOCUMENTO ISSO ESTÁ REGISTRADO?

E então, vocês preferem fazer esses questionamentos para saber o que verdadeiramente veio dos maias ou acreditar cegamente em tudo que os outros dizem?

VOLTAR