Calendário Maia - Calendário Sagrado - Tzolkin


9 (Nove)

Nome Calendário Maia Yukateko (técnico): B’olon
Nome Calendário Maia Yukateko (popular): Bolon
Nome Calendário Maia K’iche’: B’elejeb’
Nome Calendário Asteca: Chiknawi

NOTA: As informações contidas nesta página são oriundas de publicações e documentos selecionados. Privilegiamos fontes acadêmicas e nativas por compromisso ético. Não recomendamos qualquer uso descontextualizado do conteúdo.


Número nove
Número nove.

Representação antropomorfa do número nove
Representação antropomorfa
do número nove.

NA EPIGRAFIA:
Segundo John Montgomery, o número nove, em sua versão antropomorfa, representa uma pessoa bastante barbuda, algo incomum entre nativxs americanxs. Geralmente traz em seu corpo e sua bochecha pintas de jaguar acompanhadas do símbolo yax, que significa “primeiro”, “azul” ou “azul esverdeado”, na frente da testa.

NA ETNOGRAFIA:
No calendário maia K’iche’ de Nawalja’, os conceitos relacionados ao número B’elejeb’ (nove) são ya Xtewarik, ri tewal, tyojlab’em; algo que se esfria, ou que perde seu ânimo momentâneamente... Ou ainda que se silencia ao gestar.

VOLTAR